Programação

  • Geral

    Formação de Dirigentes

    Esta proposição assume como pressuposto básico a importância de se constituir um programa formativo integrador para os quadros dirigentes do Sesc, tendo em vista o papel decisivo que exercem em todos os processos de aprendizagem organizacional e desenvolvimento institucional.

    Considerando as características desse público-alvo, seu escopo precisará reunir alternativas diversificadas de ações, a fim de permitir atender progressivamente a demandas com diferentes graus de complexidade e de natureza diversificada.

    Como ponto de partida, adotamos a perspectiva de reflexão crítica sobre os saberes e funções requeridos às lideranças da entidade, consoante o dimensionamento do papel das instituições sociais no século XXI.


    Objetivo Geral
    • Aprimorar a governança e a efetividade social da atuação das lideranças do Sesc nos diferentes campos da ação institucional, de forma alinhada aos princípios e diretrizes institucionais.

    Objetivos Específicos
    • Oferecer ações formativas para o desenvolvimento das lideranças e aprimoramento da capacidade institucional no campo da gestão, promovendo processos contínuos de geração, assimilação, difusão e aplicação do conhecimento (formação e pesquisa), visando resultados alinhados à estratégia institucional.
    • Promover ações estruturadas de vivência, internalização e disseminação dos valores que referenciam e conformam a cultura institucional, desenvolvendo a capacidade de uma liderança simbólica, relacional e colaborativa, que parte do conhecimento de si e do outro e busca a melhoria constante da dinâmica organizacional.
    • Construir redes de aprendizagens, com parcerias internas e externas, na perspectiva de compartilhar, promover e inspirar de forma dialógica e participativa os dilemas, as inovações e os modelos teóricos de governança aplicados a diferentes contextos organizacionais.

    O programa se destina a todas as lideranças, tendo em vista as responsabilidades que assumem no direcionamento, disseminação e implementação dos planos, programas e projetos, em consonância com a missão e referenciais institucionais. Engloba assim os diferentes níveis da gestão, contemplados em três etapas de realização:

    • Etapa I – Diretores Regionais.
    • Etapa II – Alta Direção (Executivos, Gerente de Área, Assessores, Superintendentes).
    • Etapa III – Gerencial (Gerentes de unidades).

    Esta proposta reconhece a centralidade da formação dos dirigentes para possibilitar avanços significativos na atuação institucional do Sesc, estruturando-se em torno de cinco níveis de desafios para o desenvolvimento pessoal, profissional e organizacional:

    • Unidade de compreensão político-institucional.
    • Condução da estratégia e afirmação institucional.
    • Aperfeiçoamento técnico-gerencial e otimização do uso dos recursos
    • Desenvolvimento de líderes organizacionais e de equipes.
    • Gestão do conhecimento e inovação.

    Tais níveis de desafios guardam especificidades que orientam o desenho de trilhas de aprendizagem e a seleção de temas, articulando-se aos grandes temas integradores que serão adotados como fator de organização curricular/programática, quais sejam:

    • Ação Sociocultural e Formação Humana Integral:

      Conteúdos associados à missão e às ações finalísticas do Sesc, seus valores, referenciais estratégicos e opções programáticas, reforçando e discutindo seus propósitos e princípios éticos. Destaca-se a transversalidade da ação educativa e a abordagem da complexidade inerente à definição do humano, tomado como sujeito multidimensional e sempre em construção, capaz de permanentemente promover mudanças nas concepções e nas práticas cotidianas, fazendo e refazendo suas histórias sociais.

    • Sociedade, Instituições e Processos Sociais:
    • Conteúdos relacionados à conjuntura política, social, econômica, cultural e ecológica, necessários à compreensão do contexto brasileiro, no âmbito nacional e regional e suas implicações globais. Abordagem das temáticas dos grupos, das organizações e instituições sociais, nas dinâmicas e processos de construção social.

    • Governança e Gestão:
    • Conteúdos necessários ao exercício de uma governança/gestão contemporânea, nos âmbitos nacional ou regional, fundamentados por conceitos e ferramentas adequados à natureza de uma instituição social, permitindo aos dirigentes analisar seu papel, rever seus modelos mentais e garantir resultados alinhados à estratégia institucional.


    Grandes Fóruns

    Na linha dos altos estudos, especialmente na Etapa I, propõe-se a realização de grandes fóruns de debate, em interação com a sociedade, sobre temas relevantes à agenda e à prospecção de cenários, bem como às tendências de pensamento, proporcionando a troca de experiências nacionais e internacionais, com análise comparada, contribuindo para influenciar a formulação e discussão de estratégias e políticas públicas capazes de enfrentar os desafios da sociedade contemporânea.


    Curso Modular

    Projetando caminhos para as Etapas II e III e na perspectiva de construção de um curso modular que possa ser oferecido de forma cíclica para viabilizar o ingresso de participantes a qualquer tempo, de acordo com sua disponibilidade e interesses, propõe-se contemplar uma estrutura básica composta por quatro módulos:

    • Módulo I – Formação humana integral e a ação para o bem estar.
    • Módulo II – A conjuntura brasileira e a ação social na atualidade.
    • Módulo III – Governança da ação social.
    • Modulo IV – Ação sociocultural nos macroprocessos.

    Vivências Culturais

    Entendemos que os dirigentes são os principais agentes multiplicadores da cultura institucional, alimentando constantemente a afirmação dos valores e referenciais que conferem identidade à organização e promovem o engajamento genuíno e sustentável de funcionários e parceiros, nas relações que estabelecem entre si, com as equipes de trabalho e com os públicos destinatários da ação do Sesc.

    Assim, o percurso formativo pretendido abrigará também a realização de viagens orientadas, vivências e atividades culturais com o objetivo de promover novas experiências e o alinhamento de propósitos, atitudes e comportamentos, assumindo a centralidade dos valores institucionais, que não se transmitem como conteúdo programático de uma disciplina acadêmica, mas precisam ser vivenciados no dia a dia das práticas de gestão e ação social, criando fluxos e linhas de ação no cotidiano das relações e dos processos de trabalho que favoreçam e otimizem as políticas, programas e ações alinhadas à missão institucional.

    Com tais atividades, o programa buscará produzir sentido ético e político para o fazer profissional, em uma dinâmica de sensibilização, alinhamento, transformação, em ciclos contínuos de desenvolvimento pessoal, interpessoal e organizacional.


    Procedimentos de estruturação e acompanhamento
    • Mapeamento de iniciativas dos Regionais e de instituições de referência para a Formação de Dirigentes (novembro/2017 a fevereiro/2018).
    • Formação de subcomissão na 1ª RT por videoconferência da Comissão de Formação e Pesquisa para estruturar o processo de construção do programa de desenvolvimento de dirigentes (dezembro/2017).
    • Acompanhamento e sistematização de iniciativas regionais em andamento (março a dezembro/2018).
    • Apresentação de relatório da subcomissão na 3ª RT da Comissão de Formação e Pesquisa, visando à estruturação de proposta ampliada, com recurso à assessoria externa e indicação de instituições de referência (abril/2018).
    • Contratação/ Termo de Cooperação de consultoria para formulação de programa modular customizado (abril a junho/2018).
    • Planejamento integrado do programa modular customizado - Etapas I e II (julho a agosto/2018).

    Desenvolvimento de Atividades Formativas
    • Realização da atividade inaugural (Grande Fórum) de Formação de Dirigentes, articulando macro análises (cenários) e estudos de memórias (maio/2018).
    • Implantação do programa de apoio à formação desenvolvida pelas instituições ‘certificadas’ (ênfase nos macroprocessos de gestão) (maio a dezembro/2018).
    • Realização do 2º Grande Fórum de Formação de Dirigentes, articulando macro análises (cenários) e estudos de memórias (setembro/2018).
    • Implantação das atividades regulares (programa modular – etapas I e II (setembro a dezembro/2018).