Programação

  • Formação de Formadores

    Este projeto nasce da intenção de se assegurar a formação continuada dos quadros gerenciais e técnicos diretamente responsáveis pela formação e pesquisa nos diferentes órgãos e nessa perspectiva, se constitui em ação estruturante para a consolidação gradativa do PNFP.

    Identifica-se a pertinência de que outros segmentos profissionais sejam gradualmente incorporados nesse processo formativo, abrangendo representantes de todas as áreas de atuação do Sesc, na perspectiva de que possam assumir a mediação dos processos de ensino e aprendizagem ao longo dos cursos desenvolvidos na modalidade a distância nos diferentes campos de conhecimento e prática.

    Em função da consonância de propósitos, este projeto se articula a REDES – Rede de Escolas Sesc –, iniciativa que visa a construção de uma plataforma destinada à formação de formadores, ao desenvolvimento de referenciais políticos e teórico-técnicos e ao intercâmbio de conhecimentos e práticas nos espaços escolares, conferindo unidade e buscando o incremento constante da qualidade da educação básica no Sesc, com repercussões para outras redes de ensino.


    Objetivo Geral
    • Instituir um programa de formação que, de modo regular e sistemático, habilite os profissionais do Sesc para atuação como formadores, buscando a melhoria da qualidade dos programas de formação continuada nas diferentes áreas de atuação, o desenvolvimento de práticas inovadoras de ensino, e a compreensão, problematização e avaliação do potencial das redes no processo de aprendizagem colaborativa, na produção do conhecimento e sua difusão.

    Objetivos Específicos
    • Desenvolver a formação continuada dos quadros gerenciais e técnicos diretamente responsáveis pela Formação e Pesquisa nos DDRR e Polos de Referência, visando sua qualificação para atuação como articuladores/ mediadores/ orientadores das atividades que visam a aprendizagem colaborativa, a produção do conhecimento e sua difusão, contribuindo para o aprimoramento constante das práticas de gestão da formação e desenvolvimento de equipes.
    • Desenvolver a formação continuada dos formadores atuantes nos espaços escolares nos diferentes níveis na educação básica, visando sua qualificação para a implementação dos projetos político-pedagógicos, a formação contínua dos professores e o bom andamento das atividades educativas, conferindo unidade e buscando o incremento constante da qualidade da educação no Sesc, com repercussões para outras redes de ensino.
    • Desenvolver a formação continuada dos quadros profissionais do Sesc como formadores nas áreas programáticas (cultura, lazer, educação, assistência, saúde e administração) para atuação como mediadores/ orientadores das atividades que visam a aprendizagem colaborativa, fortalecendo a construção da identidade profissional dos funcionários do Sesc como educadores sociais.
    • Quadros gerenciais e técnicos diretamente responsáveis pela Formação e Pesquisa nos DDRR e Polos de Referência (integrantes da Comissão de Formação e Pesquisa; coordenadores e equipes dos Núcleos/ áreas correlatas).
    • Formadores nos espaços escolares (REDES): profissionais das escolas do Sesc nos diferentes níveis da Educação Básica.
    • Profissionais do Sesc em diferentes níveis funcionais atuantes nas diferentes áreas programáticas e de gestão.

    As atividades iniciais serão dedicadas ao primeiro grupo e seu acompanhamento e avaliação subsidiará a estruturação da formação continuada dos demais segmentos, em dinâmica de constante retroalimentação dos processos, sendo esta uma responsabilidade compartilhada com os profissionais da Rede de Formação e Pesquisa.

    Em perspectiva de longo prazo, pretende-se a estruturação de cursos modulares na modalidade à distância, viabilizando o ingresso de participantes a qualquer tempo, de acordo com sua disponibilidade e interesses.


    As unidades programáticas estão estruturadas em torno de quatro temáticas integradoras diretamente relacionados ao perfil de formador pretendido:

    • Ação Sociocultural e Formação Humana Integral;
    • ação Formadora e Práticas Educativas;
    • Redes, Processos Tecnológicos e Educação Híbrida;
    • Pesquisa, Avaliação e Prática Reflexiva.

    As atividades serão desenvolvidas nas modalidades presencial, semipresencial e a distância, possibilitando a diversificação de estratégias de ensino, conforme os objetivos de constante articulação teoria-prática e de ampliação e diversificação de vivências culturais e de espaços formativos integradores e colaborativos.

    Destacam-se alguns dispositivos básicos e atividades geradoras para cujo desenvolvimento será necessário recorrer à curadoria especializada:

    • Cursos modulares semipresenciais:
    • Estrutura programática integradora, organizada de modo flexível e oferecida de forma regular, conjugando sessões de videoconferência interativas, caracterizadas pelo uso de metodologias tais como aula invertida e roda de conversa, a web aulas, fóruns online e grupos de estudo.

    • Espaços Colaborativos:
    • Espaços físicos e ambiente virtual configurados para propiciar a colaboração e a integração entre pessoas, a reflexão sobre a prática, a troca de experiências e lições aprendidas, possibilitando o reconhecimento e a emergência dos saberes e práticas das equipes, a partir dos contextos de trabalho e a interação com diferentes grupos e instituições, de modo a estimular a elaboração de ações locais de formação de equipes, pesquisa-formação, estudos de memória e formulação de referenciais, em diálogo com a programação nacional.

    • Oficinas Contextualizadas:
    • São orientadas pelo propósito de construção ou participação em projetos de pesquisa-formação mobilizadores da ação local, com o objetivo de experimentar, ampliar e consolidar o repertório de metodologias de ensino e recursos tecnológicos empregados nos processos de ensino e aprendizagem, socializar experiências didáticas, conhecimentos e metodologias utilizados pelos formadores em seus contextos de trabalho.


    Procedimentos de estruturação e acompanhamento
    • Mapeamento de instituições de referência para cooperação na estruturação e desenvolvimento da Formação (novembro/2017 a fevereiro/ 2018);
    • Contratação/ Termo de Cooperação de consultoria para concepção e realização do curso na modalidade a distância (março a junho/2018);
    • Planejamento integrado da Formação de Formadores (projeto de formação continuada a distância) (junho a julho/2018).

    Desenvolvimento de Atividades Formativas
    • Atividade inaugural para integrantes da Comissão e Coordenadores de Núcleos/áreas de Formação e Pesquisa – encontro presencial com programação apoiada no diagnóstico de necessidades feito no processo de formulação do PNFP (março/2018);
    • 2ª atividade de formação (presencial) para integrantes da Comissão e Coordenadores de Núcleos/áreas de Formação e Pesquisa (maio/2018);
    • 1º Módulo da Formação de Formadores (à distância) (agosto a setembro/2018).